sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

BOM DIA PEDAGOGOS DO 3 SEMESTRE! BEM-VINDOS A CIBERCULTURA!

Em nossa primeira aula, lemos e discutimos rapidamente sobre o texto de um dos autores fundadores dos estudos sobre a Cibercultura, Pierre Lévy. O segundo contato que você terá com esse texto marcará uma nova etapa em sua formação pedagógica. Leia o texto abaixo e discuta com seus colegas sobre as afirmações do filósofo quanto ao uso das tecnologias na vida moderna. Considere os pontos positivos e negativos da revolução tecnológica que vivenciamos.

Lembre-se: o que há de mais importante em um blog é sua característica democrática de abrir espaço para os diferentes pontos de vista de seus usuários. Trave conversas edificantes com seus colegas, assim todos nós construiremos nosso conhecimento de forma colaborativa!! Comente quantas vezes quiser. Bom trabalho!!

MANIFESTO DOS PLANETÁRIOS

AUTO-RETRATO DOS PLANETÁRIOS

Aqui estamos. Nós. Os planetários. Conduzimos os mesmos veículos, tomamos os mesmos aviões, utilizamos os mesmos hotéis, temos as mesmas casas, as mesmas televisões, os mesmos telefones, os mesmos computadores, os mesmos cartões de crédito. Informamo-nos na câmara de eco dos meios de comunicação mundializados. Navegamos na Internet. Temos o nosso site. Participamos na silenciosa explosão do hipercórtex infinitamente reticulado do World Wide Web. ouvimos músicas de todos os cantos do mundo: raï, rap, reggae, samba, jazz, pop, sons da África e da Índia, do Brasil ou das Antilhas, música céltica e música árabe, estúdios de Nashville ou de Bristol...Dançamos como loucos ao ritmo da techno mundial em rave parties sob a luz zebrada de idênticos raios estroboscópicos. Lemos os nossos livros e os nossos jornais na grande biblioteca mundial unificada de Babel. Misturados com turistas, visitamos museus cujas coleções cruzam as culturas. As grandes exposições de que gostamos giram em torno do planeta como se a arte fosse um novo satélite da Terra. Estamos todos interessados nas mesmas coisas: todas as coisas. Nada do que é humano nos é estranho.

Nós, os planetários, consumimos no mercado mundial. Comemos à mesa universal, baunilha e kiwi, coentros e chocolate, cozinha chinesa e cozinha indiana. Quando alguns rabugentos querem polarizar o nosso olhar sobre a distribuição de hamburguers de má qualidade ou de bebidas gasosas com açúcar, preferimos apreciar o alargamento do leque de possibilidades: poderíamos provar tantos frutos diferentes, tantas especiarias, tantos vinhos e licores há cinquenta anos, há cem anos?

Assistimos (e organizamos) colóquios internacionais, uma instituição rara e reservada a uns poucos há ainda cinquenta anos, mas que se torna hoje um desporto massificado. Acontece que a nossa reputação ultrapassa as fronteiras do país em que nascemos. Somos traduzidos em várias línguas, ou então não temos necessidade de ser traduzidos porque trabalhamos nas artes visuais, na música, na moda, no desporto. O nosso talento é reconhecido por toda a parte. E pouco importa que este talento seja acolhido num país ou noutro. Queremos simplesmente que ele desabroche.

Pouco a pouco, sem que nós nos tenhamos dado conta disso de imediato, o mundo chegou à nossa mão e fizemos dele o nosso campo de ação. A envergadura dos nossos atos aumentou até atingir as margens diante de nós. Temos clientes, parceiros e amigos por todos o lado. De súbito, aprendemos progressivamente a maneira de nos dirigirmos a toda a gente, a todo o mundo. Os nossos compatriotas estão por toda a Terra. Começamos a constituir a sociedade civil mundial.

Somos cada vez mais numerosos. Trabalhamos numa empresa multinacional ou transnacional, na diplomacia, na tecnologia de ponta, na investigação científica, nos meios de comunicação, na publicidade. Somos artistas, escritores, cineastas, músicos, professores, funcionários, internacionais, futebolistas, alpinistas, navegadores solitários, comerciantes, hospedeiras do ar, consultores, acionistas, militantes de associações internacionais. Cotidianamente, para o melhor e para o pior, para compreender ou para sobreviver, para os amores ou para os negócios, em número cada vez maior, temos de olhar, comunicar e talvez agir para lá das fronteiras. Somos a primeira geração de pessoas que existe à escala do globo. Homens e mulheres políticos, drogados, manequins, gente de negócios, prostitutos, terroristas, vítimas de catástrofes televisivas, cozinheiros, consumidores, telespectadores, internautas, imigrados, turistas: somos a primeira geração global.

Nenhuma geração alguma vez viajou tanto como a nossa, tanto para o trabalho como para o prazer. O turismo tornou-se a maior indústria mundial. Nunca emigramos tanto como hoje, quer sejamos pobres atraídos pelo trabalho, quer sejamos ricos em busca de melhores condições fiscais ou de uma remuneração mais justa da nossa competência. Inversamente, nunca alimentamos, acolhemos, integramos, assimilamos e educamos tantos estrangeiros.

Já não somos sedentários, somos móveis. Também não somos nômades, porque os nômades não tinham campos nem cidades. Móveis: que passam de uma cidade para outra, de um bairro para outro da megalópole mundial. Vivemos em cidades ou metrópoles em relação umas com as outras, que serão (que já são) as nossas verdadeiras unidades de vida, muito mais que são como navios no alto mar, conectados a todas as redes.

Somos budistas americanos, informáticos indianos, ecologistas árabes, pianistas japoneses, médicos sem fronteiras. Como estudantes, para aprender por toda a parte, circulamos cada vez mais em torno do globo. Vamos onde podemos ser úteis. Graças a Internet, damos a conhecer o que temos a oferecer à escala do planeta. Como produtores de vinho ou de queijo, instalamos um sistema de venda popr correspondência na Web. A nossa geração está a inventar o mundo, o primeiro mundo verdadeiramente mundial.

Já não nos agarramos a um ofício, a uma nação ou a qualquer identidade. Mudamos de regime alimentar, de profissão, de religião. Saltamos de uma existência para outra, inventamos continuamente a nossa atividade e a nossa vida. Somos instáveis, tanto na nossa vida familiar como na nossa vida profissional. Casamo-nos com pessoas de outras culturas e de outros cultos. Não somos infiéis, somos móveis.

A nossa identidade é cada vez mais problemática. Empregado? Patrão? Trabalhador autônomo? Pai? Filho? Amigo? Amante? Marido? Mulher? Homem? Nada é simples. Cada vez mais, tudo tem de ser inventado. Não temos modelos. Somos os primeiros a entrar num espaço completamente novo. Entramos no futuro que inventamos calcorreando o planeta.




PIERRE LÈVY

65 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Acredito que o novo causa suspeitas, medo e quem sabe receios, no entanto devemos estar abertos ao novo. A informatica esta chegando para alguns como ferramenta de pesquisa, e outras diversas funçoes que até mesmo desconheço (deve ser por este motivo que não me interesso tanto). Não gostaria de ser chato ao ponto de dizer que não é interessante, prefiro estar aberto ao novo e ir aprendendo aos poucos e assim o interesse surgirá...

    ResponderExcluir
  3. A internet é ótima para quem sabe usar e tem a consciencia da praticidade e dos perigos que ela fornece, porém nada substituirá a emoção, a adrenalina de viajar a todos os lugares pessoalmente. Ter o contato físico, sem ter que ver tudo através de um quadradinho.
    O ser humano precisa movimentar...No ritmo que anda a tecnologia, vc já pensou como serão as pessoas do futuro? Já que podemos fazer tudo sem sair de casa!?

    ResponderExcluir
  4. conforme o autor Pierre Léviy diz; vivemos em um mundo de muitas tecnologias.

    ResponderExcluir
  5. Sim.Vivemos e somos uma geração conectada a realidade virtual ou não, mas será que não estamos trocando nossos valores por valores cibernéticos, onde tudo isso vai nos levar????
    Sei a importância dessa globalização, mas será que muitas vezes não confundimos o real com o virtual....será que nossos jovens hoje vivem em virtude dessas novas tecnologias? será que usamos adequadamente todas essas informações? e nós futuros professores saberemos usar todas essas informações e passar para nossos alunos que as novas tecnologias estão para nos ajudar e não para sermos reféns delas?.
    Não sou contra o uso de nenhumas forma de tecnologia globalizada ou informação, mas essa corrida tecnológica me causa um pouco de receio, e medo no que tudo isso pode nos levar.
    Juliana Silvério e Michele Xavier 3° ped.

    ResponderExcluir
  6. Conforme Pierre Lévy, o mundo se tornou uma torre de Babel unificada pela rede mundial de computadores. Vejo como aspecto positivo a democratização da informação e do conhecimento. Por outro lado, as relações humanas podem se tornar distantes se não houver equilíbrio da parte de quem utiliza essas tecnologias.

    ResponderExcluir
  7. andrea barbosa 4763 rita pedroso 456512 de fevereiro de 2011 03:27

    O mundo sofre uma imensurável e incontrolável mudança, apesar de contarmos com toda essa tecnologia para o progresso e o avanço de áreas importantes como ciência e informação, temos que tomar muito cuidado. Existe um grande perigo de todos sermos tudo e não sermos nada, podemos perder nossas características, nossos valores serão misturados como valores de outras "tribos", o que faz o ser humano tão especial é a diferença, não só física, cada característica de um povo é influenciada pelas suas crenças, história, cultura e outros.
    Poderemos ao longo do tempo nos tornarmos "padronizados" uma espécie de caixa de ovo, todos iguais. Será que saberemos o limite para que isso não aconteça?????

    Andrea Barbosa 4763 e Rita Pedroso 4565

    ResponderExcluir
  8. Ao meu ver para quem sabe usar a tecnologia, é super importante e interessante.Pra mim não tem muita importancia,pois o contato humano está fora do foco...

    ResponderExcluir
  9. Marcia de Jesus, quando nós conversamos no meio virtual, continuamos a ser as mesmas pessoas, nossa humanidade continua dentro de nós, no entanto, o contato físico é que muda. Famílias com parentes distantes hoje se beneficiam da internet para matar saudades de seus entes queridos,portanto, depende de que lado estamos, mas em tudo sempre há um lado positivo.

    ResponderExcluir
  10. a oportunidade que temos de ampliar a nossa visão panoramica de mundo, alimentar nossos sonhos, ter acesso as informaçoes que necessitamos,e estarmos situados non mundo em que vivemos é de suma importancia para o nosso crescimento.
    encontrarmos respostas por aquilo que buscomos e éra completamente fora de acesso em épocas passadas chega a se tornar até mesmo prazeroso

    ResponderExcluir
  11. Denise RGM 1088 disse...

    A tecnologia está cada vez mais avança e nos surpreendendo, a alguns anos atrás ninguém imaginava que hoje teriamos essas ferramentas como meio de ensino, imagine daqui a des anos...Não temos como fugir, vamos nos conectar sempre...

    ResponderExcluir
  12. Não acho que ter um ponto de vista diverso seja ser chato, Sidnei, você tem uma visão positiva e animadora sobre o uso das novas tecnologias, mas ao mesmo tempo tem a criticidade de analisar as possibilidades de algo dar errado. E isso é muito bom.

    ResponderExcluir
  13. O mundo hoje, nos mostra que é inevitavel não sabermos como lidar com essa tecnologia que avança cada vez mais rapido pela mente e pela vida das crianças e dos jovens, que a cada dia estão se interessando menos pelo mundo real, e "se ligando" cada vez mais no mundo virtual, onde devemos estar sempre atentos para que eles não acabem por entrar em sites que os prejudiquem intelectualmente.
    Não digo que sou contra a essa novan tecnologia que esta surgindo, digo apenas que tenho um pouco de medo com as consequencias que essa tecnologia terá futuramente, transformando nossos jovens em "zumbis da internet".

    ResponderExcluir
  14. Denise RGM 1088 disse...

    A tecnologia está cada vez mais avança e nos surpreendendo, a alguns anos atrás ninguém imaginava que hoje teriamos essas ferramentas como meio de ensino, imagine daqui a dez anos... Não temos como fugir, vamos nos conectar sempre...

    ResponderExcluir
  15. Alexandra 4448 e Jacqueline 453212 de fevereiro de 2011 03:38

    Sim, achamos ótimo a tecnologia, pois facilita muito a nossa vida, de forma que se compararmos nossos antepassados temos um grande previlégio.
    Nos comunicamos diretamente com os familiares e amigos, temos a informação precisa de imediato, enfim absorvemos o que há de melhor. Embora a tecnologia também tem o lado ruim, pois nos viciamos nesse meio de comunicação e não temos mais o contato físico, o calor humano, o que há de melhor sobre o ser humano.

    ResponderExcluir
  16. Bom ver que você está inspirado hoje, Fabrício, bem-vindo ao Ciberespaço!!

    ResponderExcluir
  17. KELY M KOBAYASHI RGM 412612 de fevereiro de 2011 03:41

    É ISSO AI DENISE,CONCORDO COM VC TBM ACREDITO QUE DAQUI A POUCO TEMPO ESTAREMOS TODOS CONECTADOS...

    ResponderExcluir
  18. Nesse texto o autor expressa perfeitamente sua opinião sobre uma nova geração "a nossa" disposta a inventar tecnologias e aceitar diferentes culturas, podemos dizer entãoque essa geração está mais preparada para aceitar diferenças em todo sentido,culturais,sociais,religiosos.Nesses ultimos anos houve grandes mudanças que abalaram o nosso mundo algumas boas outras nem tanto.Embora ainda não seja possível afirmar que a nossa geração viaja muito como Pierre Lèvy afirma,mas deve ser levado em conta que desfrustamos de mais oportunidades e que essse mundo mesmo sendo tão concorrido é mais fácil para viver e para criar.

    ResponderExcluir
  19. em algumas sitações como esta é que temos oportunidade não só de aprendermos algo mais tambem dse mostrar um pouco daquilo que somos

    ResponderExcluir
  20. Realmente a tecnologia no mundo de hoje, tem uma necessidade enorme, através dela temos alguns previlégios, podemos fazer quase tudo utilizando o computador, o ser humano hoje é muito depentente que acaba tornando muito acomodado pela a facilidade que ele proporciona.
    Eu em particulamente não vivo sem o pc ele me ajuda em tudo, não sei o que seria se não tive- se acesso.mas daqui um tempo todas as pessoas vão ter acesso a ele.

    ResponderExcluir
  21. Acredito que o ser HUMANO é inconstante, mudamos de opinião e o jeito de ver o mundo, como mudamos de roupa ... Pensamos de um jeito mas as vezes acaba acontecendo de um outro que não pudessemos imaginar. Com o Mundo crescendo tanto e as tecnologias avançando cada vez mais, o mundo virtual está cada vez mais real e com um fácil acesso,onde qualquer pessoa pode de qualquer lugar do planeta ou qualquer cultura pode compartilhar por meio da Internet. Isso é extraordinário e incrível no meu pensar, pois podemos viajar e aprender muito sobre as riquesas do nosso planeta TERRA.

    Natasha Donha 4498

    ResponderExcluir
  22. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  23. cintia 4150 aline 4209 tamiris 428512 de fevereiro de 2011 04:26

    Sem a internet não somos nadaaaaa ja estamos condicionados a encontrar tudo na internet como diz a prof Sandra não esta no google não existe ahahah

    ResponderExcluir
  24. valquiria carvalho machado 440912 de fevereiro de 2011 04:32

    acredito que em um mundo globalizado quem acha que a tecnologia nao tem importância perdera muitas oportunidades!!!

    ResponderExcluir
  25. Aline Leandro RGM:430612 de fevereiro de 2011 04:35

    ''A enternet chegou para nos levar a evolução atravez de uma comunicação mundial.

    ResponderExcluir
  26. sueli 4307- karine402412 de fevereiro de 2011 04:37

    sabemos que a tecnologia existe e o mundo e pra ser vivido desde que seja com sabedoria.

    ResponderExcluir
  27. valquiria carvalho machado 440912 de fevereiro de 2011 04:40

    marcia de jesus, temos que ter a cabeça aberta para mudanças pois tudo muda o tempo todo no mundo e a tecnologia está ai para provar isso, não da para fingir que ela não existe.
    pense nisso!!!

    ResponderExcluir
  28. cintia 4150 aline 4209 tamiris 428512 de fevereiro de 2011 04:41

    VAL concordo com vc sem noções de informatica nos vcmos ficar para tras ......e quase tão essencial quanto ao estudo........

    ResponderExcluir
  29. Lilian Kelly e Maria Nilma12 de fevereiro de 2011 04:42

    Nos dias atuais, esta claro que cada vez mais a tendência é expandir a globalização no meio de novas tecnologias, cabe a nós planetários estarmos sempre atualizados quanto ao que diz respeito de novidades. Também buscando novos conhecimentos para nossa formação.

    ResponderExcluir
  30. Juliana4224
    A tecnologia tem e muito contribuido para a construção do conhecimento,pois podemos ir tão longe e sem sair de casa,ter acesso a informação,a notícia que a outros tempos éramos leigos.Portanto, aqueles que não tem essa informação infelizmente tem sido engolido pela tecnologia

    ResponderExcluir
  31. kelly Cristina Balan RGM: 542912 de fevereiro de 2011 04:45

    Bom dia 1ºB pedagogia

    Boa aula pra vocês

    ResponderExcluir
  32. cristina santos 4351 juliana alves 426612 de fevereiro de 2011 04:46

    Acredito que nós futuras educadoras temos que aperfeiçoar com o mundo da tecnologia porquê corremos o risco de ser engolidos por ela.

    ResponderExcluir
  33. valquiria carvalho machado 440912 de fevereiro de 2011 04:47

    existem pessoas que não conseguem se adaptar ao mundo globalizado e uma hora ou outra se batem de frente com ela e não sabem o que fazer, isso porque são pessoas conservadoras,e não aceitam o novo o diferente ou não querem ter trabalho em aprender algo novo.

    ResponderExcluir
  34. Ana e Loeli
    O texto expõe as possibilidades do mundo sem fronteiras que nos é exposicionado através da tecnologia.Que podemos ser o que escolhemos,e podemos escolher qualquer coisa.
    Ao nosso ver esse mundo é fascinante e assustador ao mesmo tempo.É uma avalanche de conhecimentos que nos fazem refletir sobre o que somos e a que estamos acustumados.Concluimos que essa ferramenta que nos aproxima de tanta diversidade deve ser usada SOBRETUDO com cautela e bom senso.

    ResponderExcluir
  35. Káren rgm:4317 Joana rgm:436912 de fevereiro de 2011 04:48

    A internet esta no nosso cotidiano facilitando a nossa vida e trazendo um pouco de descontração é um meio muito importante que sabendo usar só traz beneficios.

    ResponderExcluir
  36. Laís Kyrênnia RGM: 438312 de fevereiro de 2011 04:49

    Hoje o mundo tecnologico nos cerca de uma tal forma que não há como escapar.
    O recurso que temos hoje está sendo estabelecido muito rapido e vem como um grande auxílio.
    O texto fala sobre o tecnologico e que está presente na nossa vida cotidiana de cada individuo.
    O mundo virtual é de suma importância para o ser humano, está ligado nas ultimas atualizações do mundo,no convivio social, ou seja na globalização.

    ResponderExcluir
  37. Concordo com Lilian Kelly e Nilma nos dias atuais temos que estar conectados ao mundo virtual

    ResponderExcluir
  38. Priscila Macena/ Thieli Cristina12 de fevereiro de 2011 04:52

    Concordo com a Natasha o ser Humano troca de opnião como troca de roupa,somos inconstantes mas claro sem perder os nossos principios,e a internet veio para revolucionar nosso estilo de vida facilitando a nossa comunicação social, facilitando e aprimorando nosso aprendizado!!


    Priscila Macena- 4271
    Thieli Cristina- 4371

    ResponderExcluir
  39. Gisele 4286 e Raysa 429112 de fevereiro de 2011 04:53

    A tecnologia está cada vez mais presente em nossa vida. Podemos encontrar por meio da internet um mundo magico e fascinante quando bem usado. Afinal o que somos hoje sem o mundo da tecnologia?

    ResponderExcluir
  40. Viviane Estela RGM: 439312 de fevereiro de 2011 04:55

    O ser humano precisa do mundo tecnologico para tudo hoje em dia.
    Na vida social, intelectual, mundial e global
    Temos que ter consciência que no mundo que estamos hoje , para tudo precisa de internet, ou de outro recurso que estabeleça comunicaçao.
    Isso sobresai absolutamente tudo em nossa vida.

    ResponderExcluir
  41. É isso mesmo Val,e essas pessoas acabam confusas e também com medo de não conseguir se adaptar e acabam como muitos,na comodidade,e acabam virando homem das cavernas

    ResponderExcluir
  42. Ana Paula Oliveira 422012 de fevereiro de 2011 04:55

    Acredito que como futuros educadores, temos que estar sempre atualizados, um bom profissional nunca para no tempo, se a tecnologia esta ai, temos que abraçar e trabalhar de forma a ampliar nossos conhecimentos e assim passar o que há de bom da modernização para nossos alunos.

    ResponderExcluir
  43. cintia 4150 aline 4209 tamiris 428512 de fevereiro de 2011 04:55

    concordamos com a LAIS pois temos que aprender a usar a tecnologia a nosso favor....

    ResponderExcluir
  44. Michelle e Bianca 4240 e 423912 de fevereiro de 2011 04:56

    Bom acreditamos que o nosso planeta esta cada vez mais se ampliando com novas atitudes e tecnologias.sobre esse manifesto.

    ResponderExcluir
  45. Lilian Kelly 4280 e Maria Nilma 439912 de fevereiro de 2011 04:58

    Imagine só que fantástico estarmos nos expressando sem ter medo do que os outros irão pensar ou achar, por meio da internet, sem ter que olharmos para os rostos, isso é muito divertido, ou seja, são alguns dos beneficios que a tecnologia nos proporciona.

    ResponderExcluir
  46. Priscila Macena - Thieli Cristina12 de fevereiro de 2011 04:59

    Como diz Pierre Lèvy "Casamo-nos com pessoas de outras culturas e de outros cultos. Não somos infiéis, somos móveis", a cada dia e ano que se passa o mundo vai se atualizando, antigamente casamento era feito apenas dentro de sua própria cultura...temos que andar junto com a tecnologia para que assim não fiquemos para trás.

    Priscila 4271 - Thieli 4371

    ResponderExcluir
  47. Priscila Monteiro Rgm: 427912 de fevereiro de 2011 05:01

    A mudança no mundo é constante, a tecnologia realmente tomou conta do cotidiano de todos, principalmente de quem quer e precisa se manter atualizado.No entanto vivemos em um mundo globalizado que afeta toda a sociedade, principalmente na comunicação.

    ResponderExcluir
  48. Regina 4340/ Karla 445412 de fevereiro de 2011 05:01

    Com a chegada da tecnologia o mundo se transformou muito e para melhor. Hoje podemos fazer trabalhos pela internet, pagar as contas etc...
    Ou seja tudo que precisamos procuramos o senhor Google!!!

    ResponderExcluir
  49. Káren rgm:4317 Joana rgm:436912 de fevereiro de 2011 05:01

    concordamos com a Val a tecnologia é muito importante e necessaria para todos e precisamos abrir nossa cabeça para as novidades.

    ResponderExcluir
  50. Gabriele 4233 Elzineide 437212 de fevereiro de 2011 05:02

    Acredita-se que o texxto retrata a realidade do mundo no que diz respeito a tecnologia "O que serímos de nós sem a internet". Estaríamos fora do mundo.
    A tecnologia de hoje nos mostra a relevância de tudo, da cultura, das comunicações, e das notícias do mundo.

    ResponderExcluir
  51. Cintia Pacifico 439212 de fevereiro de 2011 05:07

    Vivemos numa sociedade na qual as tecnologias avançam cada vez mais, por isso devemos nos atualiza a cada instante pois o tempo não para, dependemos do meio de comunicação para se relacionar e atraves do mesmo transmitir o conhecimento e fazer com que as pessoas sintam a importância de estar atualizado nesse meio de novas descobertas. O meio de comunicação tem como proposta, incentivar a pesquisa e difundir a cultura existente no mundo.

    ResponderExcluir
  52. Gabriele 4233 Elzineide 437212 de fevereiro de 2011 05:09

    Concordamos com o comentário da Karla e da Regina,realmente o que seríamos de nós sem o senhor Google.

    ResponderExcluir
  53. Priscila Macena - Thieli Cristina12 de fevereiro de 2011 05:09

    Concordo com Cintia e Tamires, temos que usar a tecnologia a nosso favor, mas também saber usa-la benéficamente, para que não se torne uma obrigação, não sendo só uma ferramenta de aperfeiçoamento de conhecimentos, pois temos que aperfeiçoar, utilizar e repassar.

    Priscila 4271 - Thieli 4371

    ResponderExcluir
  54. Gisele 4286 e Raysa 429112 de fevereiro de 2011 05:15

    Precisamos estar bem informados e atualizados e o mundo virtual nos proporciona isso de forma rápida e precisa. Hoje a tecnologia não é apenas uma opção e sim uma necessidade para todos nós. Devemos saber aproveitar a tecnologia de maneira saudável.

    ResponderExcluir
  55. Olá futuros pedagogos :)

    Gostaria de parabenizar pelos comentários. Percebi um envolvimento empolgante com o tema e a abordagem democrática dos diferentes ângulos. E, já nesse espírito cibernético rs, vou deixar meu comentário também.


    Todos nós já somos "planetários" (mesmo que inconscientes). A Cibercultura é um fato axiomático (incontestável) e a interação com essa realidade é uma consequência.
    O Ciberespaço faz parte de nossa vida, tudo que fazemos tem vínculo com o virtual e disso não podemos fugir. O que seria de nossas vidas sem as contas no banco? Quem de nós ainda enviamos cartas manuscritas aos nossos parentes? E, por mais que seja engraçado, há pessoas que não conseguem viver sem o GOOGLE...

    É engraçado, mas é fato ;)

    ResponderExcluir
  56. Marcia.

    Apenas complementando seu comentário... Na internet realmente há de tudo, assim como na vida real. Precisamos filtrar as informações, fazer uma seleção do que precisamos para nossas vidas, e assim aproveitar tudo que separamos minunciosamente. Claro, concordo plenamente com a questão de "estar ao vivo" nos lugares.

    A internet veio para somar, unir o útil ao agradável.. :)

    ResponderExcluir
  57. Andrea Barbosa..

    Tomara que isso não acontece rs...

    Embora o manifesto de Pierre Lévy tenha o discurso da "desterritorialização", dificilmente as culturas mudariam. Assim como aconteceu no Brasil na época da colônia... os negros e índios nunca deixaram sua cultura nativa... Acho que o máximo que poderia acontecer é a importação de cultura estrangeira, como estrangeirismos (palavras de outras linguas), moda e culinária..

    Bom, acho que já existe essa apologia a outras culturas, a televisão faz esse papel hoje...

    ResponderExcluir
  58. A internet, como vários outros assuntos que vêm se tornando "rotineiro", tem seus aspectos positivos e aspectos negativos. São várias as formas de se comunicar com o mundo e com o "outro".Não há como generalizar, nem para o bem e nem para o mal, porém posso afirmar que muitas pessoas estão perdendo o controle sobre internet, ou melhor dizendo: estão deixando que a internet os controlem.
    áurea carolina f dos santos 4699

    ResponderExcluir
  59. Numa entrevista ao Universo Educacional em 2009, Pierre Lévy comentou sobre o ensino a distância fez menção da semelhança com aulas extra-classe,acrescentando que num futuro próximo as melhores aulas serão ministradas desta forma, pois imagens podem ser vistas, lugares podem ser visitados sem precisar sair do lugar.
    Do ponto de viste dele, a cybercultura se tornou infinita, basta que cada indivíduo ou grupo faça a sua filtragem de acordo com o que quer aprender, a internet com certeza é uma cultura nova e mundial. As conexões cada vez mais nos aproxima virtualmente de qualquer cultura em qualquer época.
    Quem busca novidades,conhecimento,explicações, opiniões estão buscando o saber, é maravilhoso ver essa geração se preparando para a proxima fase escolar, pois na ocasião da entrevista, os "tablets" ainda não eram muito usado em sala de aula, mas hoje, na China, EUA e Brasil já é uma realidade, aparelhos que servem de livros, cadernos, dicionários, possuem internet, só faltam falar...(meu filho já tem um desses).
    A unica coisa ruim disso tudo, é que um numero reduzido de pessoas conhecem e respeitam a velocidade do saber.


    Lucinéia RGM 4767 3ºletras

    ResponderExcluir
  60. francinalva 3a ped RGM427024 de março de 2011 10:00

    Hoje é inaceitavel aquele que se recusa a aceitar a necessidade do uso da tecnologia. Internet abre portas para você conhecer o mundo sem sair de casa.Utilizamos para quase tudo nos nossos dias, e para nós pedagogos temos que abrir a cabeca para esse furacão de novidades que chegam a cada minuto, buscar conhecer e aprender, pois as criancas de hoje já não aceitam a mesmice, eles mais do que qualquer um estão antenados a tecnologia.

    ResponderExcluir
  61. francinalva 3a ped RGM427024 de março de 2011 10:04

    Aquele que não correr atrás do novo com certeza ficará para trás, então mesmo aqueles que não gostam muito desta maquina terão que aprender e aceitala ou estará se fechando para o mundo.

    ResponderExcluir
  62. Acredito que não falta muito para atingirmos o mundo futurista daqueles filmes de Americanos! Será que estamos preparados para isso,aliás acho que não nos prepararam nem para a realidade atual. A concepção de hierarquia no mundo dos mais jovens mudou,hoje são eles quem ditam as regras seja no mercado financeiro, seja na relação familiar, enfim,o mundo os pertence, não sei dizer qual deve ser nosso posicionamento,talvez devessemos nos habituar a viver num mundo tão acelerado quanto do cyberespaço.



    RGM:4828 3°Letras

    ResponderExcluir
  63. Loeli 4193 Ana 419422 de maio de 2011 06:55

    Concordamos com a Natasha, assim como o mundo está em constante mudança, com a tecnologia não é diferente.
    Precisamos estar sempre atualizadas, a internet é um meio de estudos, trabalho e também de lazer.

    ResponderExcluir
  64. Bianca 4239 3ºA28 de maio de 2011 15:24

    Concordo com você Fran ,mesmo que não gostamos muito desta tecnologia (maquina), deveremos aceita-la ,pois, senão ficaremos para trás.

    ResponderExcluir
  65. ANA CAROLINA GOMES DA SILVA RGM:4188
    Eu acredito e concordo com Priscila Monteiro,afinal a tecnologia está avançando cada vez mais em nossa sociedade é importante que estejemos preparadas sempre para lidar com essas questoes de globalização pois se o mundo esta sofrendo com essas mudanças tambem devemos mudar para acompanhar o que há de novo nesse mundo da tecnologia

    ResponderExcluir